PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Roche consegue aprovação nos EUA para o Enspryng, que disputará mercado com o Soliris da Alexion

15/08/2020 15h49

ZURIQUE (Reuters) - A FDA (Administração de Alimentos e Drogas dos EUA) aprovou neste sábado o medicamento Enspryng da Roche para combater neuromielite óptica do sistema nervoso central, colocando a farmacêutica suíça frente a frente com Soliris da Alexion em uma área de tratamento cara.

O Enspryng, também conhecido pelo nome genérico satralizumab, já foi aprovado no Japão e vem como uma injeção para as pessoas aplicarem em si mesmas. O custo de aquisição do Enspryng no atacado é de pouco menos de 220 mil dólares no primeiro ano, quando 15 doses são necessárias, e 190 mil dólares nos anos subsequentes, período em que 13 doses são necessárias, disse a Roche.

Ele disputará mercado com o medicamento Soliris da Alexion, uma infusão com custo aproximado de 500 mil dólares anuais, para pacientes adultos com distúrbio do espectro da neuromielite óptica que testam positivo para anticorpos anti-aquaporina-4.

A neuromielite óptica, às vezes confundida com esclerose múltipla, é uma doença autoimune que ataca os nervos do olho e da medula espinhal. Afeta cerca de 25 mil pessoas na Europa e nos Estados Unidos e 200 mil em todo o mundo.

O Enspryng, uma versão modificada do medicamento Actemra da Roche que também foi desenvolvido pela unidade japonesa da empresa, a Chugai, é projetado para inibir citocinas que são importantes no processo de inflamação.

A Roche tem expandido seu portfólio para além dos medicamentos contra o câncer, e agora tem o Ocrevus, medicamento para esclerose múltipla com custo de 4 bilhões de dólares por ano, e também recentemente aprovou o Evrysdi para combater a doença genética da atrofia muscular espinhal e o medicamento para hemofilia Hemlibra.

(Reportagem de John Miller)