PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Minério de ferro tem queda diária na China, mas registra 6º ganho em 7 semanas

21/08/2020 11h11

Por Enrico Dela Cruz

MANILA (Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro caíram nesta sexta-feira, estendendo as perdas após uma forte alta impulsionada pelo otimismo sobre a demanda de aço da China, já que alguns dados da indústria mostraram que os estoques nos portos do país subiram para uma máxima de quatro meses.

O minério de ferro na Bolsa de Commodities de Dalian encerrou a sessão com queda de 1,3%, a 841,50 iuanes (121,85 dólares) por tonelada. O produto subiu 1,2% em relação à semana passada, seu sexto ganho semanal em sete.

Os preços do minério de ferro atingiram picos de vários anos nesta semana, já que as usinas e traders aumentaram as compras, esperando que o estímulo econômico da China mantenha a demanda forte, especialmente para vergalhão de aço para construção.

As restrições de oferta também apoiaram os preços, com o surto de coronavírus no Brasil dificultando as operações das mineradoras.

Alguns analistas esperam uma recuperação econômica em forma de V para a China, o maior produtor e consumidor de metais do mundo, após o choque pandêmico.

"(Mas) a falta de recuperação no varejo e no investimento privado continuará a colocar o foco no estímulo para impulsionar o crescimento, o que deve beneficiar as exportações de commodities da Austrália", incluindo minério de ferro, disse Tapas Strickland, economista do National Australia Bank.

O minério de ferro no spot foi negociado a 126,50 a tonelada nesta sexta-feira, com base nos dados da consultoria SteelHome. Outros índices da indústria mostraram preços próximos ou até acima de 130 dólares a tonelada.

Os estoques de minério nos portos aumentaram para 117,15 milhões de toneladas nesta semana, o maior volume desde abril, segundo dados da SteelHome.