PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Petrobras inicia fase vinculante para venda de subsidiária de biocombustíveis PBIO

Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras, durante evento no Rio de Janeiro em dezembro de 2019 - REUTERS/Sergio Moraes
Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras, durante evento no Rio de Janeiro em dezembro de 2019 Imagem: REUTERS/Sergio Moraes

Nayara Figueiredo

30/09/2020 20h11

A Petrobras deu início à fase vinculante referente à venda de sua subsidiária integral Petrobras Biocombustíveis (PBIO), uma das maiores produtoras de biodiesel do país, informou a companhia nesta quarta-feira.

Os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão carta-convite com instruções sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligence e para o envio das propostas vinculantes.

"Essa operação está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital, visando à maximização de valor para os seus acionistas", disse a estatal.

A PBIO foi fundada em 2008 e é uma das maiores produtoras de biodiesel do país, com 5,5% de market share em 2019.

A empresa tem três usinas de biodiesel. Uma está localizada em Montes Claros (MG), com capacidade produtiva de 167 mil m³/ano; outra em Candeias (BA), que pode produzir 304 mil m³/ano. A terceira fica em Quixadá (CE) e está em hibernação, com capacidade produtiva de 109 mil m³/ano.

"As três usinas podem usar uma mistura de até 5 matérias-primas diferentes (óleo de soja, de algodão e de palma, gordura animal e óleos residuais) para produção de biodiesel, capturando vantagens na dinâmica sazonal dos preços", afirmou a Petrobras.

Ainda segundo o comunicado, a atual transação consiste na venda de 100% das ações da Petrobras na PBIO, incluindo as três usinas de biodiesel, e não inclui a negociação da participação societária da PBIO na BSBios Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil (50%).