PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Justiça dá 3 dias para retorno completo de energia no Amapá

08/11/2020 14h02

SÃO PAULO (Reuters) - A Justiça Federal do Amapá decidiu no sábado dar prazo de três dias para o restabelecimento de energia no Estado do Norte, que sofre com consequências de um blecaute desde a última terça-feira, quando transformadores pegaram fogo.

Conforme a decisão do juiz João Bosco da Silva, a multa em caso de descumprimento é de 15 milhões de reais.

A sentença foi dada após ação popular movida pelo senador por Amapá Randolfe Rodrigues (Rede). Em fala no Twitter, o parlamentar ressaltou que as autoridades terão de comprovar, em até cinco dias, que fiscalizaram regularmente o contrato com a empresa responsável.

Foi ainda determinada a instauração de inquérito pela Polícia Federal, segundo ele.

Autoridades disseram que um terceiro transformador estava fora de funcionamento desde dezembro de 2019, e o presidente Jair Bolsonaro afirmou na véspera acreditar que houve falha na manutenção dos equipamentos.[nL1N2HT0RN]

Até sábado, a força-tarefa do governo federal havia conseguido restabelecer 65% da carga do Estado, segundo nota do Ministério de Minas e Energia.

Jair Bolsonaro reiterou no sábado informação do ministério de que a situação só estará 100% solucionada no Estado em dez dias.

Para a regularização, é necessário o funcionamento de mais um transformador, que está sendo transportado de balsa até o Estado.

Na madrugada de sábado, o sistema elétrico de Macapá voltou a ser conectado à rede de Transmissão do Sistema Interligado Nacional, com a conclusão de reparos em um dos transformadores da Subestação Macapá e o início gradativo do atendimento aos consumidores.

Contudo, com exceção dos serviços essenciais, as demais unidades consumidoras estão sendo atendidas em sistema de rodízio de energia em intervalos de seis em seis horas em todo o Estado, informou o governo do Amapá em seu site.