PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Brexit sem acordo comercial é "muito, muito provável", diz premiê britânico

11/12/2020 08h37

Por Gabriela Baczynska e Guy Faulconbridge

BRUXELAS/LONDRES (Reuters) - O Reino Unido deve deixar a União Europeia sem um acordo comercial em menos de três semanas, disseram o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta sexta-feira.

O Reino Unido deixou a UE em janeiro deste ano, mas permanece um membro informal até 31 de dezembro, final de um período de transição em que permaneceu no mercado único da UE e na união aduaneira.

Ambos os lados dizem que querem um acordo para cobrir o comércio anual de quase 1 trilhão de dólares, mas as negociações estão em um impasse. A chefe da Comissão Europeia, von der Leyen, disse aos líderes da UE que um cenário sem acordo era mais provável do que um pacto, disse uma autoridade.

"Parece muito, muito provável que teremos que buscar uma solução que eu acho que será maravilhosa para o Reino Unido; poderemos fazer exatamente o que quisermos a partir de 1º de janeiro, mas obviamente será diferente do que definimos como meta", disse Johnson a repórteres.

"Se houver uma grande oferta, uma grande mudança no que eles estão dizendo, então devo dizer que ainda estou para ver", disse Johnson.

Johnson e von der Leyen deram aos negociadores até a noite de domingo para romper o impasse sobre os direitos de pesca e permitir que o Reino Unido seja punido se no futuro divergir das regras do bloco.

No caso de não haver um acordo comercial, o Reino Unido perderá o acesso com tarifa zero e cota zero ao mercado único europeu -- de 450 milhões de consumidores -- do dia para a noite.

"A probabilidade de não haver acordo é maior do que a de um acordo", disse von der Leyen durante cúpula da UE segundo uma autoridade que falou sob condição de anonimato.

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, disse que ainda há questões fundamentais não resolvidas nas negociações comerciais. "O tempo está se esgotando e precisamos nos preparar para um Brexit abrupto", disse ele.

Uma autoridade sênior da Europa disse que os líderes da UE rejeitaram uma proposta de Johnson de um telefonema sobre o Brexit com a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Emmanuel Macron, na segunda-feira.

Um Brexit sem acordo comercial prejudicará as economias da Europa, enviará ondas de choque pelos mercados financeiros, afetará fronteiras e semeará o caos nas delicadas cadeias de abastecimento que se estendem por toda a Europa e além.

Embora alguns diplomatas da UE tenham considerado a retórica de Johnson como uma atitude teatral com a intenção de fechar um acordo e agradar seus partidários domésticos do Brexit, as autoridades britânicas dizem que Londres não pode aceitar as exigências da UE e alertam que um cenário sem acordo está em jogo.