PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Ibovespa perde fôlego e recua com mineração e siderurgia entre maiores quedas

19/01/2021 11h48

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista perdia o fôlego nesta terça-feira, com o Ibovespa trabalhando abaixo dos 121 mil pontos, pressionado particularmente pelo declínio dos papéis do setor de mineração e siderurgia, enquanto Petrobras limitava a perda.

Às 11:45, o Ibovespa caía 0,95%, a 120.085,13 pontos. Mais cedo, chegou a subir a 122.120,24 pontos. O volume financeiro era de 5,67 bilhões de reais.

"Apesar da alta da última sessão, o Ibovespa segue indefinido no curto prazo e encontra defesa em 118.900 pontos", de acordo com análise técnica da equipe do Safra.

No exterior, o foco está voltado para o discurso de confirmação da indicada para assumir o Tesouro norte-americano, Janet Yellen, no qual defenderá que o governo precisa de grandes medidas envolvendo o próximo pacote de alívio.

Investidores também estão na expectativa da posse de Joe Biden como novo presidente dos Estados Unidos na quarta-feira.

Para o estrategista-chefe de mercado global da Axi, Stephen Innes, mudança positiva na confiança do investidor na véspera da posse é um sinal claro de que mercado está se inclinando para uma aprovação antecipada na agenda política do governo Biden.

DESTAQUES

- VALE ON recuava 1,36%, em sessão de fraqueza dos preços futuros do minério de ferro no mercado chinês, na esteira do enfraquecimento nas margens do aço na China. No setor de mineração e siderurgia, CSN ON capitaneava as perdas com declínio de 5,68%.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON subiam 0,61% e 0,42%, respectivamente, em sessão de alta dos preços do petróleo no mercado externo. Analistas do Credit Suisse elevaram previsões para o Ebitda da companhia em 2021 e 2022, bem como o preço-alvo do ADR para 16 dólares, reiterando 'outperform'.

- BTG PACTUAL UNIT avançava 4,74%, mais uma vez na ponta positiva, tendo no radar precificação de oferta de ações nesta semana. Na máxima, bateu o recorde de 97,37 reais. Entre os bancos do Ibovespa, ITAÚ UNIBANCO PN cedia 0,19% e BRADESCO PN caía 0,11%.

- PETRORIO ON recuava 3,14%, entre as maiores baixas, após seu conselho de administração aprovar oferta pública primária de até 29,7 milhões de ações, que poderia movimentar mais de 2 bilhões de reais.

- IMC ON, que não está no Ibovespa, caía 6,25%, após ser notificada de denúncia do contrato com a rede norte-americana KFC, com efeitos imediatos, uma vez que não chegou a acordo envolvendo repactuação do atual contrato. A IMC avalia procedimento arbitral.

- SANTOS BRASIL ON, que também não faz parte do Ibovespa, subia 1,86%, após divulgar que sua oferta para explorar provisoriamente uma área de 64.412 m2 no cais do Saboó, na margem direita do Porto de Santos, foi considerada a mais vantajosa e, portanto, a melhor classificada.