PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Minério de ferro recua na China com melhor perspectiva sobre embarques do Brasil

03/02/2021 08h00

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os futuros do minério de ferro na China recuaram nesta quarta-feira em meio a maiores embarques dos principais fornecedores globais do produto, incluindo o Brasil, e com enfraquecimento da demanda chinesa antes do feriado de Ano Novo Lunar.

O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian encerrou o pregão diurno com baixa de 0,9%, a 948 iuanes (146,77 dólares) por tonelada, na segunda sessão consecutiva de perdas.

A oferta global de minério de ferro tem estado apertado desde a ruptura em 2019 e uma mina da Vale em Brumadinho (MG), o que levou ao subsequente fechamento de outras operações da empresa para avaliações de segurança.

Isso se somou a uma pressão altista sobre os preços no ano passado impulsionada principalmente pela demanda chinesa por minério de ferro, ajudada por estímulos.

"O Brasil começou bem em 2021 e esperamos que o país recupere neste ano parte da participação de mercado perdida", disse Erik Hedborg, analista de minério de ferro da CRU em Londres.

As exportações de minério de ferro do Brasil em janeiro atingiram 29 milhões de toneladas, ante 26,7 milhões de toneladas no mesmo mês do ano passado.

A oferta do Brasil deve aumentar ainda mais, já que a Bamin iniciou operações em uma mina com produção esperada de 1 milhão de toneladas em 2021.

Os embarques da Austrália também aumentaram e ajudaram a melhorar a perspectiva geral de fornecimento, com exportações da região de Pilbara crescendo 2% no mês passado ante mesmo mês do ano anterior.

Já os futuros do aço tiveram poucas negociações devido à chegada do Ano Novo Lunar, com os futuros na bolsa de Xangai recuando 0,2%.