PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Ministra do Comércio da Coreia do Sul se retira da disputa pelo comando da OMC

05/02/2021 09h05

SEUL (Reuters) - A ministra do Comércio da Coreia do Sul, Yoo Myung-hee, afirmou nesta sexta-feira que se retirou da disputa para comandar a Organização Mundial do Comércio, abrindo caminho para que os membros indiquem a primeira africana e a primeira mulher para lidar o órgão de comércio global.

Após consulta com seus 164 membros, um painel de seleção da OMC recomendou a nigeriana Ngozi Okonjo-Iweala como chefe em outubro, mas a oposição do governo dos Estados Unidos sob o ex-presidente Donald Trump a impediu de ser confirmada.

Nos mais de três meses desde então, Yoo, que tinha o apoio dos EUA, não se retirou da disputa apesar da crescente pressão diplomática para isso.

"Para promover as atribuições da OMC e ao considerar vários fatores, decidi retirar minha candidatura", disse YOO em comunicado.

Yoo, finalista selecionada entre oito candidatos para liderar o órgão, disse que sua decisão foi tomada após consulta com aliados, incluindo os EUA.

Okonjo-Iweala, ex-ministra das Finanças e executiva do Banco Mundial, afirmou estar aguardando a conclusão do processo de seleção. Membros da organização terão que se reunir de novo para fazer uma escolha final.

A OMC está sem um líder desde agosto, quando o brasileiro Roberto Azevêdo renunciou um ano antes do fim de seu mandato.

(Reportagem de Hyonhee Shin e Jack Kim e Emma Farge em Genebra)

PUBLICIDADE