PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Entregas de jatos executivos recuam 20% em 2020 por causa de pandemia

24/02/2021 16h18

MONTREAL, Canadá (Reuters) - As entregas globais de jatos executivos recuaram 20,4% em 2020, para 644 aeronaves, com o peso da pandemia na produção no início do ano, afirmou a Associação de Fabricantes de Aviões (Gama, na sigla em inglês), nesta quarta-feira.

Apesar de fabricantes de jatos executivos como Gulfstream, Bombardier e Textron terem visto uma recuperação nas entregas durante os últimos três meses de 2020, a indústria não espera uma retomada total para níveis pré-pandêmicos este ano. A aviação executiva se recuperou mais rápido da pandemiado que as companhias aéreas comerciais, ajudada por demanda de compradores de primeira viagem, rotas de lazer e consumidores endinheirados. "Os comportamentos estão mudando. Os compradores não estão mais fazendo perguntas que eles normalmente teriam feito sobre a aeronave em termos de desempenho", disse Mike Amalfitano, presidente-executivo da divisão de jatos executivos da Embraer, durante apresentação dos dados da Gama. "Eles estão focados em quanto ele é limpo. Eles estão focados no qualidade do ar", afirmou. Restrições de viagens e problemas de produção pesaram sobre as entregas do setor, enquanto a demanda corporativa permaneceu lenta. No entanto, Tony Lefebvre, diretor de operações da Signature Flight Support, disse que está vendo "brotos verdes" de demanda por viagens corporativas com o lançamento de vacinas contra Covid-19. "Estamos começando a ver o retorno dos negócios", disse ele.

(Por Allison Lampert)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447753)) REUTERS AAJ PAL