PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Queda dos preços ao consumidor no Japão perde força com alta de combustível

No Japão, núcleo dos preços ao consumidor em todo o país caiu 0,4% em fevereiro  - Yuya Shino/Reuters
No Japão, núcleo dos preços ao consumidor em todo o país caiu 0,4% em fevereiro Imagem: Yuya Shino/Reuters

Kaori Kaneko e Leika Kihara

19/03/2021 09h12Atualizada em 19/03/2021 09h38

TÓQUIO (Reuters) - O ritmo das quedas anuais no núcleo dos preços ao consumidor do Japão desacelerou pelo segundo mês consecutivo em fevereiro, uma vez que o aumento dos custos dos combustíveis compensou parte da pressão de baixa nos gastos familiares devido à pandemia do coronavírus.

O núcleo dos preços ao consumidor em todo o país, que inclui derivados do petróleo mas exclui os preços dos alimentos frescos, caíram 0,4% em fevereiro na comparação com o ano anterior, mostraram dados do governo nesta sexta-feira, em linha com expectativa do mercado e após recuo de 0,6% em janeiro.

"A inflação se recuperou mais em fevereiro devido principalmente à aceleração na inflação da energia e deve continuar a se recuperar nos próximos meses conforme a energia se torna um impulso significativo", disse Tom Learmouth, economista da Capital Economics.

Eliminando o efeito de alimentos frescos e energia, os preços aos consumidor subiram 0,2% em fevereiro, depois de alta de 0,1% em janeiro, mostraram os dados.

UOL Economia+ fará evento para quem quer investir

Entre 23 e 25 de março, o UOL Economia+ e a casa de análises Levante Ideias de Investimento realizarão evento online gratuito. O economista Felipe Bevilacqua, analista certificado e gestor especialista da Levante, comandará três grandes aulas para explicar ao leitor do UOL como assumir as rédeas do próprio dinheiro. O evento é gratuito para todos os leitores UOL. Garanta o seu lugar no evento aqui.

Ao clicar em “Enviar”, você concorda com a Política de Privacidade do Grupo UOL e aceita receber e-mails de produtos e serviços do Grupo UOL e demais empresas integrantes de seu grupo econômico. O Grupo UOL utiliza as informações fornecidas para entrar em contato ofertando produtos e serviços. Você pode deixar de receber essas comunicações quando quiser.