PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Rebocadores trabalham para liberar navio gigante encalhado no Canal de Suez

24/03/2021 16h45

Por Yusri Mohamed e Jessica Jaganathan e Florence Tan

CAIRO (Reuters) - O Canal de Suez, rota marítima mais curta entre Europa e Ásia, permanecia bloqueado nesta quarta-feira, à medida que dez rebocadores lutavam para liberar um dos maiores navios de contêineres do mundo, que encalhou no local.

O Ever Given, embarcação de 400 metros e 224 mil toneladas, encalhou na manhã de terça-feira, após perder a capacidade de manobra em meio a fortes ventos e a uma tempestade de areia, disse a Autoridade do Canal de Suez (SCA, na sigla em inglês) em comunicado.

Cerca de 30% dos volumes globais transportados por contêineres passam pelo canal a cada dia, carregando produtos que vão de conbustíveis a bens de consumo. A navegação pela principal rota alternativa entre Ásia e Europa, por meio do Cabo da Boa Esperança, leva uma semana a mais.

A GAC, empresa de serviços marítimos sediada em Dubai, afirmou que na tarde desta quarta-feira autoridades ainda trabalhavam para liberar o navio, e que uma informação que havia recebido mais cedo, indicando que o navio refluiu parcialmente, era imprecisa.

Imagens publicadas pela SCA pareciam mostrar o navio posicionado na diagonal ao longo do canal, bloqueando toda sua largura, enquanto rebocadores tentavam retirá-lo do local. Fotos também mostraram uma retroescavadeira removendo pedaços de terra às margens do canal, em torno do navio.

Uma autoridade afirmou que os trabalhos para liberação do navio vão ter prosseguimento durante a noite, caso as condições climáticas permitam.

O presidente do conselho da SCA disse à mídia local que, apesar do bloqueio, um comboio seguia em movimento em direção ao sul. Segundo ele, a autoridade tenta manter o tráfego fluindo entre as áreas de espera da melhor maneira possível enquanto os esforços para o desencalhe continuam.

"Assim que retirarmos este navio, isso termina, as coisas voltarão ao normal. Se Deus quiser, vamos terminar isso hoje", disse o chairman Osama Rabie. Ele acrescentou que a autoridade considera uma compensação aos navios atrasados.

Cerca de 12% do comércio mundial em termos de volume passa pelo canal, que é uma importante fonte de moeda forte para o Egito, tendo gerado 5,6 bilhões de dólares em 2020.

Mapas de rastreamento mostraram o navio encalhado no trecho mais ao sul da hidrovia, entre o Grande Lago Amargo e o porto de Suez, no Mar Vermelho.

Pelo menos 30 navios foram bloqueados ao norte do Ever Given e outros três ao sul, disseram fontes locais. Dezenas de navios também puderam ser vistos agrupados em torno das entradas norte e sul do canal.

(Reportagem de Yusri Mohamed em Ismailia, Egito; Jessica Jaganathan, Florence Tan, Roslan Khasawneh, Gavin Maguire e Koustav Samanta em Cingapura; Yimou Lee em Taipei; Yuka Obayashi em Tóquio; Reportagem adicional de Carolyn Cohn e Jonathan Saul em Londres, Mahmoud Mourad no Cairo e Anthony Deutsch em Amsterdã)