PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Índice europeu de ações fecha em máxima recorde após Fed manter política monetária estimulativa

08/04/2021 13h26

Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias bateram máximas recordes nesta quinta-feira, com o crescente otimismo em torno de uma recuperação econômica alimentada por estímulos globais, depois de o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) sinalizar não ter pressa para apertar sua política monetária.

O índice pan-europeu STOXX 600 subiu 0,58%, aos 436,86 pontos, ampliando os ganhos auferidos na semana, quando o índice apagou todas as perdas causadas pela pandemia.

As autoridades do Fed permanecem cautelosas sobre os riscos contínuos da pandemia do coronavírus e estão empenhadas em impulsionar a economia até que sua recuperação esteja mais segura, mostrou a ata da última reunião de política do banco central dos EUA, divulgada na quarta-feira.

"Um tom 'dovish' na ata da reunião do Federal Reserve tranquilizou ainda mais os investidores de que Jay Powell e seu time não fecharão as torneiras de estímulo tão cedo", escreveu Connor Campbell, analista da Spredex.

As autoridades do Banco Central Europeu (BCE) debateram em sua reunião no mês passado um aumento menor nas compras de títulos e concordaram em concentrar as aquisições neste trimestre, com a condição de que possam ser cortadas posteriormente se as condições permitirem, mostrou a ata da reunião de política monetária do BCE.

Dados mostraram que as encomendas à indústria alemã aumentaram pelo segundo mês consecutivo em fevereiro, impulsionadas pela forte demanda doméstica --mais um sinal de que o setor manufatureiro deve amortecer uma queda relacionada à pandemia na produção econômica do país no primeiro trimestre.

As economias europeias estão indo bem apesar de uma terceira onda da pandemia, de acordo com Mark Haefele, diretor de investimentos de gestão de fortunas globais do UBS.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,83%, a 6.942,22 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,17%, a 15.202,68 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,57%, a 6.165,72 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,66%, a 24.576,51 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,47%, a 8.637,80 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,09%, a 5.029,88 pontos.

PUBLICIDADE