PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Funchal destaca melhora de expectativa de crescimento, mas pondera continuação

Secretário do Tesouro Nacional do Ministério da Economia, Bruno Funchal - Edu Andrade/Ministério da Economia
Secretário do Tesouro Nacional do Ministério da Economia, Bruno Funchal Imagem: Edu Andrade/Ministério da Economia

José de Castro

31/05/2021 16h08Atualizada em 31/05/2021 16h41

O secretário Especial de Fazenda, Bruno Funchal, destacou hoje a melhora das expectativas para o crescimento econômico, citando maior arrecadação dos estados, mas ressalvou que a continuidade desse movimento depende de contas públicas organizadas.

Funchal é questionado neste momento por parlamentares na Comissão Temporária de Acompanhamento da Covid-19 no Senado.

Ao comentar apresentação, o secretário citou o salto das projeções do mercado financeiro para a expansão do PIB neste ano, de 3,52% uma semana atrás para 3,96% hoje, conforme a pesquisa Focus do Banco Central.

"São notícias boas, e essa janela de crescimento, de crescimento maior e mais sustentável, ela é muito vinculada a essa nossa organização fiscal".

Funchal disse que a pandemia exigiu mais gastos do governo, mas que é importante uma sinalização futura para o fiscal.

"Claro que a pandemia fez a gente gastar mais. Mas o que a gente precisa agora é mostrar que no futuro a gente vai manter as contas públicas organizadas. Reflexo disso é uma melhor base para a recuperação econômica", disse.

"A melhora fiscal não é um fim em si mesma. Ela cria condições para que a economia continue crescendo e gerando empregos", afirmou o secretário, frisando necessidade de ações que baixem a curva de juros —permitindo, assim, barateamento de investimentos e consequente geração de empregos.