PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Pacheco terá reunião com Petrobras para debater preço dos combustíveis

Presidente do Senado se reunirá com Petrobras para discutir preço dos combustíveis - Marcos Brandão/Senado Federal
Presidente do Senado se reunirá com Petrobras para discutir preço dos combustíveis Imagem: Marcos Brandão/Senado Federal

28/10/2021 20h17

BRASÍLIA (Reuters) -O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta quinta-feira que terá uma reunião com a diretoria da Petrobras, provavelmente na próxima semana, para debater soluções para a alta no preço dos combustíveis.

O senador avaliou, em entrevista coletiva, que a equalização do problema passa pela frente tributária, mas também permeia a discussão da política de preços dos combustíveis da empresa, que é atrelada às variações internacionais do petróleo e ao dólar.

A reunião com a diretoria da empresa servirá para a discussão de propostas que tratem da contenção de preços, e deve incluir também governadores, segundo o senador.

"O tempo urge e a política tem que dar solução, seja na questão tributária, seja na política de preços da Petrobras", disse o presidente do Senado.

Segundo ele, a conversa servirá para "entender onde exatamente está o problema e como cada um pode contribuir" para a solução.

"Se o problema for tributário, é nosso papel e do governo federal dar solução às questões tributárias... e se for algo que possa demandar da Petrobras algum tipo de iniciativa, nós vamos ouvir a diretoria da Petrobras nesse sentido", explicou.

"Há a solução que pode vir da Petrobras e do próprio governo federal em relação à política de preços, que eventualmente se possa fazer algum tipo de ajuste em relação a essa dependência dos combustíveis relativamente ao dólar."

Temas como o ICMS, um fundo de estabilização para as oscilações de mercado e a política de preços, estarão na mesa, acrescentou.

Para Pacheco, uma resolução definitiva a ser dada pelo Congresso poderia estar na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma tributária, que, por sugerir a unificação de tributos, resolveria parte do problema do preço.

(Reportagem de Maria Carolina MarcelloEdição de Pedro Fonseca)

PUBLICIDADE