PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Dois blocos do pré-sal são leiloados, e Guedes comemora: 'Qualidade'

Para o ministro da Economia, leilão de dois blocos do pré-sal são prenúncio de crescimento do país - Isac Nóbrega/PR
Para o ministro da Economia, leilão de dois blocos do pré-sal são prenúncio de crescimento do país Imagem: Isac Nóbrega/PR

Roberto Samora, Marta Nogueira e Gram Slattery

No Rio de Janeiro

17/12/2021 12h35Atualizada em 17/12/2021 12h54

A ANP (Associação Nacional do Petróleo) concluiu hoje a concessão de dois blocos do pré-sal, com arrecadação de mais de R$ 11 bilhões.

O consórcio integrado por TotalEnergies, Petronas e Qatar Petróleo arrematou o bloco Sépia, o mais cobiçado do leilão no pré-sal da Bacia de Santos.

A Petrobras exerceu o direito de atuar como operadora, com 30% de participação no consórcio vencedor. Com isso, a TotalEnergies terá 28%, a Petronas 21% e a Qatar 21%. Ao arrematar o bloco Sépia, o consórcio pagará R$ 7,2 bilhões à União

No outro bloco leiloado, o consórcio integrado por Petrobras, Shell e TotalEnergies fez a única oferta e arrematou Atapu.

A Petrobras será a operadora do bloco Atapu, com 52,5%, enquanto a Shell terá 25% e a TotalEnergies 22,5%. O consórcio pagará R$ 4 bilhões de reais pelo bloco.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comemorou o resultado do leilão, dizendo que ele é um prenúncio de que o país tem muito crescimento pela frente, citando mais petroleiras atuando no setor e os investimentos que serão gerados.

"Precisamos tirar o petróleo do chão, não adianta ter somente uma empresa operando", disse Guedes, ressaltando que, quanto mais participantes no setor, maiores serão os investimentos.

"Não há elogio maior à Petrobras do que a qualidade de seus competidores", acrescentou.

PUBLICIDADE