PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Bolsonaro volta a atacar TSE e ministros do STF

23/02/2022 17h22

Por Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministros que compõe a Corte e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Em discurso nesta quarta-feira em cerimônia no Palácio do Planalto, Bolsonaro afirmou, sem citar nomes, que "duas ou três pessoas passam a valer mais que todos nós".

"Vamos ceder para dois ou três e relativizar para nossa liberdade?", disse.

Em falas recentes, o novo presidente do TSE, Edson Fachin, criticou a postura do presidente da República e seus ataques ao sistema eleitoral. Enquanto Bolsonaro visitava a Rússia, Fachin comentou que a maior parte dos ataques hackers aos sistemas eleitorais vêm daquele país.

Já o ex-presidente do TSE Luís Roberto Barroso criticou os ataques de Bolsonaro às urnas eletrônicas e disse que era uma "imitação mambembe" da postura do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump.

Na mesma cerimônia, antes de Bolsonaro, o ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Luiz Eduardo Ramos, atacou diretamente Fachin. Ramos acusou o recém-empossado presidente do TSE de ter feito uma ilação sobre a viagem de Bolsonaro à Rússia como suposta tentativa de contatar hackers para influencia as eleições.

"Uma autoridade investida de poder começa a se expressar dessa forma me dá direito de duvidar de sua isenção em futuros processos", disse Ramos.