PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ibovespa tem leve queda após Vale reverter perdas e com guerra na Ucrânia em foco

25/02/2022 12h20

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira reduziu perdas iniciais e mostrava queda leve nesta sexta-feira, diante de desempenho sem direção definida em Wall Street, à medida que os mercados globais mantinham foco sobre o ataque russo à Ucrânia e seus efeitos.

O índice local recuperou terreno após a abertura em Nova York e depois que a Vale reverteu queda vista mais cedo. A empresa divulgou balanço financeiro na véspera.

A sessão também sofria influência da safra mais recente de balanços, que ajudava a movimentar diversos papéis e setores.

Às 11:59, o Ibovespa caía 0,31%, a 111.249,49 pontos. O volume da sessão era de 7,5 bilhões de reais.

O índice caminha para uma queda semanal de 1,4%, a segunda baixa consecutiva, e um recuo mensal de 0,7%, após ter em janeiro seu melhor mês desde 2020.

Nos Estados Unidos, as principais praças acionárias operavam sem direção única. O Nasdaq Composite caía e S&P 500 e Dow Jones subiam. Houve alguma recuperação após o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, dizer que a Rússia está pronta para enviar uma delegação à capital bielorussa Minsk para conversações com a Ucrânia.

Na véspera, os índices em Wall Strret tiveram forte rali no final da sessão, e fecharam em alta, em movimento iniciado após o anúncio de sanções à Rússia pelos EUA e seus aliados.

Enquanto isso, o ataque russo à Ucrânia continua. O prefeito da capital Kiev, Vitali Klitschko, disse que a cidade "entrou em uma fase defensiva", com a chegada das tropas russas a regiões próximas.

Na cena local, o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) avançou mais do que o esperado em fevereiro, enquanto o setor público consolidado brasileiro registrou superávit primário de 101,8 bilhões de reais em janeiro.

DESTAQUES

- IRB BRASIL ON recuava 4,8%, após diminuir prejuízo no quarto trimestre na comparação anual, mas registrar elevação da sinistralidade.

- VALE ON reverteu perdas iniciais e subia 0,6%, após lucro líquido no quarto trimestre acima do esperado por analistas, com efeito de resultado financeiro. Para analistas do Itaú BBA, que tem recomendação "outperform" para o papel, o balanço veio levemente negativo, com menores preços do minério de ferro e provisão adicional de 1,7 bilhão de dólares relacionada à descaracterização de barragens a montante. A mineradora divulgou ainda pagamento de dividendos. O minério de ferro caiu na China na sessão, em nova pressão regulatória.

- GERDAU PN cedia 1,9% e USIMINAS PNA recuava 0,9%, enquanto CSN ON subia 1,7%.

- CCR ON cedia 3,6%, depois de registrar prejuízo líquido de 133,2 milhões de reais no quarto trimestre.

- HYPERA ON subia 2,8%, após projetar uma elevação de 24% para seu Ebitda em 2022. A farmacêutica anunciou lucro líquido de 353,1 milhões de reais no quarto trimestre do ano passado, aumento de 12,1% sobre mesma etapa de 2020.

- GPA ON ganhava 1,8%, depois de fechar acordo para a alienação de até 17 imóveis próprios da empresa para o fundo imobiliário Brazel Properties por cerca de 1,2 bilhão de reais.

- PETROBRAS PN cedia 0,8% e ON caía 0,9%, com petróleo em queda, na sequência de disparada vertiginosa da commodity nos últimos dias por conta da guerra na Ucrânia.

- QUALICORP ON estendia queda da véspera e perdia 3%, ainda impactada pelas incertezas dos efeitos em seus negócios do acordo para compra da SulAmérica pela Rede D'Or

- AMERICANAS ON recuava 3,3%, depois de anunciar alta de 20,5% no lucro líquido do quarto trimestre sobre um ano antes, com desempenho operacional dentro do esperado pelo mercado. Empresa teve que lidar com um ataque digital há alguns dias que deixou seus sites fora do ar. MAGAZINE LUIZA ON caía 2,3% e VIA ON devalorizava-se 3,3%.