PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

China promete apoio à economia para impulsionar mercados

29/04/2022 08h58

Por Kevin Yao

PEQUIM (Reuters) - A China tomará medidas para apoiar sua economia, incluindo plataformas de internet em apuros, à medida que os riscos representados por surtos locais de Covid-19 e pelo conflito na Ucrânia aumentam, disse um importante órgão decisório do Partido Comunista nesta sexta-feira, o que deu impulso os mercados.

A reunião do Politburo desta sexta-feira, liderada pelo presidente chinês Xi Jinping, disse que apoiará indústrias e pequenas empresas atingidas pela Covid, acelerará o trabalho em infraestrutura e estabilizará cadeias de transporte, logística e abastecimento, de acordo com um comunicado publicado no site do governo central.

"Fortaleceremos os ajustes da política macroeconômica para estabilizar a economia e nos esforçaremos para alcançar as metas de desenvolvimento econômico e social esperadas para o ano cheio", disse o Politburo, segundo o comunicado.

Os líderes chineses reconheceram que os esforços para estabilizar o crescimento, o emprego e os preços estão enfrentando novos desafios.

As ações chinesas subiram em resposta à promessa de apoio, particularmente as ações do setor de Internet, reprimido pelas autoridades no ano passado, já que a promessa do Politburo de "promover o desenvolvimento saudável da economia de plataforma" reforçou esperanças de que o pior já ficou para trás.

Analistas acreditam que mais medidas de estímulo e alguma flexibilização das restrições de propriedade serão necessárias para a China atingir a meta de crescimento do governo para 2022.