PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ações europeias saem de mínimas em mais de um ano após Powell mas fecham em baixa

22/06/2022 13h44

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew

(Reuters) - As ações europeias saíram de mínimas da sessão nesta quarta-feira depois que o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que o banco central dos Estados Unidos está "fortemente comprometido" em reduzir a inflação.

Wall Street apagou perdas e passou a operar em território positivo após as declarações em uma audiência perante o Comitê Bancário do Senado dos EUA, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,70%, a 405,74 pontos, depois de chegar a cair 1,8% para o menor nível desde janeiro de 2021.

Analistas disseram que os mercados se animaram com a falta de surpresas nas declarações.

"A inflação descontrolada é tão prejudicial para as avaliações das ações quanto uma possível recessão. A história negativa de crescimento que os comentários de Powell sugerem estão sendo moderados por uma sensação de alívio de que as autoridades estão levando a sério a ameaça inflacionária", disse Stuart Cole, macroestrategista chefe da Equiti Capital.

Os papéis de materiais básicos foram os que mais pesaram, após os preços do minério de ferro e do cobre cederem em razão da oferta da China e preocupações com o crescimento.

As ações de petróleo e gás recuaram 3,3% com o declínio dos preços do petróleo devido ao plano do presidente dos EUA, Joe Biden, de reduzir os custos de combustível para motoristas.

Ganhos em setores defensivos como imobiliário, alimentos e bebidas e saúde limitaram as perdas.

Uma combinação de inflação crescente, políticas monetárias mais apertadas, a guerra na Ucrânia e uma desaceleração na economia da China empurrou o STOXX 600 para uma queda de cerca de 18% em relação do recorde histórico de fechamento que atingiu em janeiro.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,88%, a 7.089,22 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,11%, a 13.144,28 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,81%, a 5.916,63 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,36%, a 21.788,57 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,10%, a 8.145,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,52%, a 5.921,52 pontos.