PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

China amplia esforços para incentivar credores a conceder empréstimos a projetos imobiliários

18/07/2022 07h33

XANGAI/PEQUIM (Reuters) - Reguladores chineses intensificaram os esforços para incentivar credores a concederem empréstimos a projetos imobiliários qualificados uma vez que o setor imobiliário enfrenta novos riscos decorrentes de um boicote de pagamento de hipotecas de moradias inacabadas cada vez maior.

A Comissão de Regulamentação Bancária e de Seguros da China (CBIRC) disse ao jornal oficial da indústria no domingo que os bancos deveriam atender às necessidades de financiamento das incorporadoras desde que sejam razoáveis.

A CBIRC expressou confiança de que, com esforços combinados, "todas as dificuldades e problemas serão devidamente resolvidos", noticiou a China Banking and Insurance News.

A medida se dá no momento em que um número crescente de compradores de casas na China ameaçou parar de fazer os pagamentos das hipotecas de projetos imobiliários paralisados, agravando uma crise imobiliária que já atingiu a economia.

As últimas notícias ajudaram os bancos e as ações imobiliárias a recuperarem algumas de suas perdas recentes. O índice bancário da China, que caiu 7% para uma mínima de mais de dois anos na semana passada, saltou 1,4% nesta segunda-feira. As ações imobiliárias chinesas ganharam 3,1% no continente, e saltaram 3,7% em Hong Kong.

A recuperação das ações bancárias chinesas também foi ajudada pela notícia de que a China irá acelerar a emissão de títulos especiais de governos locais para ajudar a complementar o capital dos pequenos bancos, parte dos esforços para reduzir os riscos no setor.

A China também pode permitir que os proprietários de imóveis interrompam temporariamente o pagamento de hipotecas sobre projetos imobiliários paralisados sem incorrer em penalidades, informou a Bloomberg após o fechamento do mercado na segunda-feira, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

(Reportagem redações Pequim e Xangai, reportagem adicional de Clare Jim em Hong Kong)