PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

Ações da China caem com surtos de Covid e temores sobre setor imobiliário

19/07/2022 07h35

XANGAI (Reuters) - As ações da China fecharam em baixa nesta terça-feira, com investidores estrangeiros descartando o maior número de ações em mais de um mês, já que o aumento dos casos de Covid-19 e os novos problemas no setor imobiliário afetavam a perspectiva de recuperação econômica.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com queda de 0,54%, enquanto o índice de Xangai teve variação positiva de 0,04%. O índice de Hong Kong Hang Seng caiu 0,89%.

As ações asiáticas tiveram recuo acompanhando as perdas em Wall Street, enquanto o foco principal dos operadores passava para as reuniões de bancos centrais e o início da temporada de balanços dos Estados Unidos.

Os investidores estrangeiros venderam 9,86 bilhões de iuanes (1,46 bilhão de dólares) de ações da China através do esquema stock connect, a maior quantia desde 13 de junho.

O Nomura disse que 41 cidades chinesas estão implementando lockdowns totais ou parciais ou algum tipo de medida de controle, afetando 22,8% do Produto Interno Bruto do país.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,65%, a 26.961 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,89%, a 20.661 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,04%, a 3.279 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,54%, a 4.269 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,18%, a 2.370 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,17%, a 14.694 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,13%, a 3.117 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,56%, a 6.649 pontos.