PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Preço do carvão metalúrgico recua na China com demanda fraca e perspectiva de maior oferta

20/07/2022 08h19

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os preços do carvão metalúrgico na China caíram para uma mínima de sete meses nesta quarta-feira, pressionados pelas perspectivas de maior oferta e fraqueza sustentada na demanda pela matéria-prima siderúrgica, enquanto novas esperanças de estímulo econômico apoiaram os preços do minério de ferro.

O contrato de carvão metalúrgico para setembro mais negociado na Dalian Commodity Exchange encerrou as negociações  com queda de 6,7%, a 1.922,50 iuanes (284,78 dólares) a tonelada, depois de atingir 1.885,50 iuanes mais cedo, o nível mais fraco desde 13 de dezembro.

O coque perdeu 3,6%, para 2.590,50 iuanes por tonelada.

"A demanda por matérias-primas diminuiu devido à redução na produção das siderúrgicas", disseram analistas da Sinosteel Futures em nota.

A China, maior produtora mundial de aço, pretende reduzir a produção do material pelo segundo ano consecutivo, em linha com suas metas de descarbonização. As siderúrgicas também reduziram a produção de forma mais decisiva devido à fraca demanda, já que as restrições da Covid-19 restringiram a atividade econômica e o mau tempo prejudicou os projetos de construção.

Um acúmulo de fornecimento de carvão metalúrgico nos portos após as recentes restrições da Covid-19 na Mongólia Interior, uma das principais fontes do material, também está pressionando os preços, juntamente com as negociações sobre a China encerrar sua proibição não oficial de importar carvão australiano.

O contrato de referência do minério de ferro de Dalian para setembro caiu 0,4%, enquanto o contrato de agosto do ingrediente siderúrgico na Bolsa de Cingapura subiu 2,6%, a 99,70 dólares a tonelada.

O comportamento do minério de ferro também foi apoiado pelo corte da previsão de produção da mineradora brasileira Vale para 2022.

(Reportagem de Enrico Dela Cruz em Manila)