PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

Dexco amplia receitas, mas custos e despesas maiores fazem lucro cair 19%

27/07/2022 20h21

SÃO PAULO (Reuters) - A produtora de louças sanitárias e paineis de madeira Dexco teve queda no lucro do segundo trimestre, uma vez maiores despesas operacionais e financeiras ofuscaram o aumento de receitas.

A companhia controlada pela Itaúsa, holding também dona do Itaú Unibanco, anunciou nesta quarta-feira que seu lucro recorrente de abril a junho somou 202,9 milhões de reais, queda de 19,2% sobre um ano antes.

Em termos líquidos, a queda foi ainda maior (-76,4%), a 169,19 milhões de reais, já que no segundo quarto de 2021 a Dexco havia tido um ganho fiscal extraordinário.

A Dexco ainda teve um aumento de 12,1% da receita líquida, refletindo a política de preços e a melhora do mix de produtos, que compensaram a retração das vendas, além do maior direcionamento de produtos para o exterior.

Porém, o resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado caiu 10,8% ano a ano, para 446,3 milhões de reais, "refletindo a pressão nos custos da divisão madeira, decorrente do forte aumento do preço da ureia e do frete", explicou a companhia.

Além disso, o resultado financeiro pro-forma foi negativo em 94,4 milhões de reais, ante número positivo de 143 milhões de reais na mesma etapa de 2021.

(Por Aluísio Alves)