IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Lucro da Saudi Aramco dispara com preços mais altos e margens de refino

14/08/2022 14h07

Por Hadeel Al Sayegh

DUBAI (Reuters) - A gigante estatal de petróleo Saudi Aramco divulgou neste domingo seu maior lucro trimestral desde que a empresa abriu capital, em 2019, resultado impulsionado pelos preços mais altos do petróleo e pelas margens de refino.

A Saudi Aramco se junta a grandes petrolíferas como Exxon Mobil e BP, que divulgaram resultados fortes ou até recordes nas últimas semanas, depois que sanções ocidentais contra a Rússia, um dos maiores exportadores do mundo, impactaram um mercado global já subabastecido, causando aumento nos preços do petróleo bruto e do gás natural.

A empresa espera que "a demanda por petróleo continue crescendo pelo resto da década, apesar das pressões econômicas negativas nas previsões globais de curto prazo", disse o presidente-executivo da Saudi Aramco, Amin Nasser, no relatório de resultados.

O lucro líquido aumentou 90%, chegando a 181,64 bilhões de rials (48,39 bilhões de dólares) no trimestre encerrado em 30 de junho, contra 95,47 bilhões de rials um ano antes. A estimativa média de 15 analistas era de que o lucro líquido ficaria em 46,2 bilhões de dólares.

A empresa declarou um dividendo de 18,8 bilhões de dólares no segundo trimestre, em linha com sua própria meta, a ser pago no terceiro trimestre. As ações da Aramco, que tinham pouca alteração neste domingo, sobem mais de 25% neste ano.