IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Ações europeias caem com temores de inflação persistente, mas fecham o mês em alta

28/02/2023 15h03

Por Shreyashi Sanyal e Bansari Mayur Kamdar

(Reuters) - As ações europeias caíram nesta terça-feira depois que dados da França e da Espanha apontaram que a inflação está mais rígida do que o temido, mas ainda assim encerraram seu segundo mês consecutivo em alta, apoiadas por fortes ganhos nas ações de bancos, que são sensíveis aos juros.

O índice STOXX 600 caiu 0,3%, após fechar em forte alta na sessão anterior.

A alta dos preços dos alimentos elevou a taxa de inflação em 12 meses na França para 7,2% em fevereiro, de 7,0% no mês anterior.

Na Espanha, os preços ao consumidor subiram 6,1% em fevereiro em relação ao ano anterior, acima de um aumento de 5,9% nos 12 meses até janeiro.

Os investidores esperam que o BCE eleve os juros em 50 pontos-base em sua próxima reunião de março, elevando sua taxa para 3%. Os juros devem atingir um pico de 4% em julho.

Todos os olhos estão agora voltados aos dados preliminares da inflação dos preços ao consumidor da zona do euro para fevereiro, que serão divulgados na quinta-feira.

Um aumento nos rendimentos dos títulos governamentais da zona do euro também pressionou as ações. O rendimento do título de 10 anos da Alemanha , referência do bloco, atingiu seu nível mais alto desde 2011. [GVD/EUR]

As ações de bancos , que tendem a se beneficiar de um ambiente de juros altos, subiram 1,4% e atingiram brevemente seu nível mais alto desde 2018, também ajudando a manter o índice IBEX da Espanha em alta.

O índice STOXX 600 registrou seu pior declínio semanal neste ano na última sexta-feira, impulsionado por temores de que os bancos centrais dos Estados Unidos e da zona do euro elevarão os juros ainda mais para conter a inflação persistente.

O índice ainda registrou seu quarto mês positivo em cinco, encerrando fevereiro com alta de 1,7%.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,32%, a 461,11 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,74%, a 7.876,28 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,11%, a 15.365,14 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,38%, a 7.267,93 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,12%, a 27.478,37 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,86%, a 9.394,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,53%, a 6.057,20 pontos.

(Reportagem de Johann M Cherian, Shreyashi Sanyal e Bansari Mayur Kamdar em Bengaluru)