IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Preços sobem com corte surpresa na produção da Opep+ abalando mercados

03/04/2023 08h25

Por Noah Browning

LONDRES (Reuters) - Os preços do petróleo subiam nesta segunda-feira, registrando o maior aumento diário em quase um ano, depois que um anúncio surpresa da Opep+ para cortar mais produção sacudiu os mercados.

O petróleo Brent subia 5,71%, a 84,45 dólares, por volta de 8:10 (horário de Brasília) após atingir a máxima em um mês, a 86,44 dólares no início da sessão.

O petróleo nos EUA subia 5,90% a 80,14 dólares depois de atingir o nível mais alto desde o final de janeiro.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados, incluindo a Rússia, sacudiram os mercados ao anunciar cortes extras na produção de cerca de 1,16 milhão de barris por dia (bpd) no domingo.

Esperava-se que o grupo, conhecido como Opep+, mantivesse sua decisão anterior de cortar a produção em 2 milhões de bpd até dezembro em sua reunião mensal nesta segunda-feira.

As promessas elevam o volume total de cortes da Opep+ para 3,66 milhões de bpd, segundo cálculos da Reuters, o equivalente a 3,7% da demanda global.

Como resultado, o Goldman Sachs reduziu sua previsão de produção para o final de 2023 para a Opep+ em 1,1 milhão de bpd e elevou suas previsões de preço do Brent para 95 dólares e 100 dólares o barril para 2023 e 2024, respectivamente, disse em nota.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que a medida anunciada pelos produtores era desaconselhável e alguns analistas questionaram a justificativa da Opep+ para o corte extra na produção.

"É difícil aceitar o raciocínio 'preventivo' e 'cautelar' -- especialmente agora, quando a crise bancária diminuiu e o Brent voltou a subir para 80 dólares em relação a mínimas de 15 meses no início de março", disse Vandana Hari, fundadora do provedor de análise de mercado de petróleo Vanda Insights.

(Reportagem de Mohi Narayan em Nova Delhi e Florence Tan em Cingapura)