IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Yellen pede ao FMI que pressione credores a finalizar processos de reestruturação de dívida

04/04/2023 19h15

WASHINGTON (Reuters) - A secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, pediu nesta terça-feira uma ação mais rápida para resolver os diversos casos pendentes de reestruturação da dívida soberana e incitou o Fundo Monetário Internacional a pressionar todos os credores bilaterais para finalizar tais acordos.

O Tesouro norte-americano disse que Yellen levantou a questão durante reuniões com a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, e com a ministra da Economia da Espanha, Nadia Calviño, que preside o comitê diretor do FMI, antes das reuniões do fundo e do Banco Mundial na próxima semana.

"A secretária Yellen instou o FMI a aprofundar seus esforços para apoiar países de baixa e média renda que enfrentam problemas de endividamento, inclusive continuando a pressionar todos os credores oficiais bilaterais para finalizar os casos pendentes de reestruturação da dívida", disse o FMI em um comunicado.

O Fundo acrescentou que Yellen discutiu com Georgieva e Calviño as prioridades para as reuniões do FMI e do Banco Mundial, os acontecimentos recentes na economia global e no sistema financeiro e a necessidade de continuar apoiando países vulneráveis e de baixa renda.

As reuniões de Yellen também incluíram discussões sobre o programa de empréstimos de 15,6 bilhões de dólares do FMI à Ucrânia, aprovado na sexta-feira, e o pedido do governo Biden para que o Congresso aprove empréstimos norte-americanos de até 21 bilhões de dólares para o Fundo para Crescimento e Redução da Pobreza e o novo Fundo de Resiliência e Sustentabilidade, ambos do FMI, segundo o Tesouro dos EUA.

(Reportagem de Andrea Shalal)