IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Embraer tenta vender 20 E-Jets para China durante visita de Lula, dizem fontes

11/04/2023 13h06

Por Gabriel Araujo

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Embraer pretende assinar um acordo para vender 20 jatos comerciais para uma companhia aérea chinesa durante a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à China nesta semana, disseram à Reuters duas pessoas familiarizadas com o assunto nesta terça-feira.

O acordo marcaria um avanço para a Embraer na China, onde a fabricante brasileira de aviões tem lutado para encontrar novos negócios desde o fechamento em 2016 de uma joint venture de 13 anos em uma fábrica em Harbin.

Essa parceria com o grupo chinês Avic, lançada em 2003 durante o primeiro mandato presidencial de Lula, chegou a produzir uma geração anterior de jatos regionais e executivos da Embraer.

A fabricante brasileira entregou 110 aeronaves comerciais para companhias aéreas chinesas, incluindo 70 para a Hainan Airlines e 20 para a China Southern. A empresa não recebe um novo pedido de uma companhia aérea chinesa desde que deixou Harbin em 2016.

A ICBC Financial Leasing, uma subsidiária do Banco Industrial e Comercial da China, recebeu cinco dos 10 jatos E-195-E2 de última geração encomendados no final do ano passado, de acordo com um documento da Embraer.