IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Fed decidirá qual, e se, mudança adicional nos juros é necessária, diz Harker

11/04/2023 20h26

(Reuters) - O presidente do Federal Reserve da Filadélfia, Patrick Harker, manteve nesta terça-feira a porta aberta para a possibilidade de que o banco central norte-americano interrompa os aumentos na taxa de juros.

"Como o impacto total das ações de política monetária pode levar até 18 meses para se desenvolver na economia, continuaremos examinando atentamente os dados disponíveis para determinar quais, se houver, ações adicionais podemos precisar tomar", disse Harker em discurso na Iniciativa Wharton sobre Política e Regulamentação Financeira.

"Mas não se enganem: estamos totalmente comprometidos com trazer a inflação de volta à meta de 2%."

Harker juntou-se a seus colegas do Fed no mês passado na votação para elevar em 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros, para uma faixa de 4,75% a 5,00%.

O Fed sinalizou, na ocasião, que a maioria dos formuladores de política monetária esperava mais uma alta antes de interromper o ciclo de elevação dos juros, iniciado em março de 2022.

As recentes leituras de inflação "mostram que a desinflação está avançando lentamente --o que é decepcionante, para dizer o mínimo", disse Harker nesta terça-feira. O Fed tem como meta uma inflação de 2%. A alta anual dos preços, pela medida preferida da instituição, ainda está em torno de 5%.

Ainda assim, segundo ele, "já estamos vendo sinais promissores" de que os aumentos das taxas do Fed estão funcionando, particularmente para reduzir os preços de imóveis.

(Reportagem de Ann Saphir)