IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Diesel recua nos postos do país em abril por pressão de importações russas, diz Ticket

14/04/2023 15h12

Por Roberto Samora

SÃO PAULO (Reuters) - O preço médio do diesel vendido nos postos brasileiros registrou recuo de 2,4% para o tipo comum e de 2% para o S-10 na primeira metade de abril ante o final de março, com pressão adicional das crescentes importações, especialmente do produto russo, avaliou a Ticket Log.

O diesel encerrou o período cotado a 6,15 reais o litro, enquanto o S-10, mais vendido no país, foi comercializado a 6,27 reais/litro em média, segundo a Ticket Log, que realiza uma pesquisa com 21 mil revendedores.

"O preço do diesel segue em tendência de baixa no início de abril. Essas reduções foram puxadas pelas importações do diesel russo realizadas pelo Brasil e pelo aumento das importações quando comparado ao mesmo período do ano passado", disse o diretor de Rede da Ticket Log, Diego Cruz, à Reuters.

As importações de diesel pelo Brasil cresceram 10,2% no primeiro trimestre, para 2,91 milhões de toneladas, na comparação com o mesmo período de 2022.

As maiores importações pelo Brasil têm sido impulsionadas pelo produto mais barato da Rússia, que tem chegado ao Brasil a valores inferiores aos vendidos localmente.

Em abril, a importação de diesel russo pelo Brasil deve saltar para 53% do total importado do produto pelos brasileiros, ante apenas 0,2% em abril de 2022, segundo a agência Argus, especializada em preços e serviços de consultoria.

Esses grandes volumes do produto chegam porque Rússia tem enviado o diesel que não pode ser vendido à Europa, por conta da sanções pela guerra na Ucrânia, a outros países a valores mais baixos.

"Isso (a importação) tem reflexo direto no aumento da oferta do produto no mercado brasileiro e também no preço comercial nas bombas dos postos, resultando na redução do valor aos motoristas", disse Cruz.

Segundo ele, há projeções de que essas importações prossigam nos próximos meses, "o que deve resultar na continuidade de baixas nos preços aferidos nas bombas de todos os postos no país", se nada mudar no cenário global de combustíveis, que tem sido de volatilidade.

O diretor disse que as baixas no diesel aferidas também refletem desoneração de impostos federais aplicada no combustível, que deve se manter nos próximos meses, além de um dólar mais fraco frente ao real.

O dólar oscilava perto da estabilidade frente ao real nesta sexta-feira, com investidores ajustando posições após uma sequência de perdas acentuada, que deixava a divisa norte-americana a caminho de forte desvalorização semanal.

Desde dezembro, a Ticket aferiu recuo acumulado de 9,99% no preço do diesel no país, reflexo também de reduções no preço efetuadas pela Petrobras, que reduziu o valor do combustível nas refinarias em 4,5% em 23 de março.