IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Lucro do Wells Fargo supera estimativas, com taxas mais altas impulsionando receita de juros

14/04/2023 13h13

Por Noor Zainab Hussain e Manya Saini

(Reuters) - O Wells Fargo superou na sexta-feira as expectativas de lucro para o primeiro trimestre, quando o banco ganhou mais com taxas de juros mais altas, enquanto executivos disseram que a economia dos Estados Unidos está forte mas espera-se que desacelere em resposta à política monetária mais rígida.

O banco reservou 1,21 bilhão de dólares no trimestre para cobrir possíveis perdas com empréstimos, em comparação com uma liberação de 787 milhões de dólares no ano anterior.

Embora os aumentos das taxas tenham ajudado a aumentar a receita de juros bancários nos últimos trimestres, os ganhos vieram com preocupações crescentes de que as nuvens da tempestade econômica ficarão mais pesadas à medida que o Fed mantém as taxas "mais altas por mais tempo".

"Há muita atividade na economia", disse o diretor financeiro Mike Santomassimo.

"Dado o aumento das taxas, esperamos alguma desaceleração na economia, mas até agora tem sido muito forte. Você também pode ver isso no mercado de trabalho", acrescentou.

O resultado incluiu um aumento de 643 milhões de dólares na provisão para perdas de crédito, refletindo um aumento para empréstimos imobiliários comerciais, principalmente empréstimos para escritórios, bem como um aumento para cartões de crédito e empréstimos para automóveis, disse o banco.

Os analistas alertaram para maior fraqueza no mercado imobiliário comercial (CRE) em meio à proliferação do trabalho remoto que esvaziou escritórios nas principais cidades.

O banco disse que os empréstimos CRE pendentes eram de 154,7 bilhões de dólares, ou 16% do total de empréstimos, com 35,7 bilhões de dólares em empréstimos para escritórios no final de março.

O Wells Fargo contribuiu com 5 bilhões de dólares como parte de um grupo de grandes bancos norte-americanos que injetaram 30 bilhões de dólares em depósitos no First Republic Bank em março, lançando uma tábua de salvação quando o banco regional foi pego pela crise.

Os depósitos no banco caíram 2%, para 1,36 trilhão de dólares no final de março, em comparação com 1,38 trilhão de dólares no final do ano passado.

AUMENTO DAS TARIFAS

A receita líquida de juros aumentou 45%, para 13,34 bilhões de dólares.

O banco ganhou 1,23 dólar por ação, excluindo itens extraordinários, no trimestre encerrado em 31 de março, ante uma estimativa média dos analistas de 1,13 dólar por ação, segundo dados da Refinitiv IBES.

A média de empréstimos na divisão de banco comercial do banco aumentou 15%, enquanto os empréstimos comerciais aumentaram cerca de 7% em relação ao ano anterior.

No geral, as despesas não decorrentes de juros caíram para 13,68 bilhões de dólares, de 13,85 bilhões de dólares no ano anterior, impulsionadas principalmente por menores perdas operacionais.

No quarto trimestre de 2022, o banco registrou 3,3 bilhões de dólares em perdas operacionais relacionadas a ações judiciais, remediação de clientes e questões regulatórias relacionadas ao escândalo.

A receita total da Wells Fargo aumentou 17%, para 20,73 bilhões de dólares no primeiro trimestre.

(Por Noor Zainab Hussain, Manya Saini e Saeed Azhar; reportagem adicional de Bansari Mayur Kamdar)