IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Wall St sobe após balanços fortes compensarem temores de desaceleração e com Fed no foco

28/04/2023 17h20

Por Sinéad Carew e Sruthi Shankar e Ankika Biswas

(Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos avançaram nesta sexta-feira, após fortes dados da Exxon e da Intel compensarem preocupações com o alerta de desaceleração da Amazon, enquanto dados econômicos reforçaram expectativas de que o Federal Reserve aumentará taxa de juros na próxima semana.

As ações da Exxon Mobil Corp fecharam em alta de 1,3%, depois de atingir uma máxima histórica, com a petrolífera registrando um lucro recorde no primeiro trimestre com o aumento da produção de petróleo e gás, o que também impulsionou o índice de energia do S&P 500 em 1,5%.

A fabricante de chips Intel Corp ganhou 4% depois de dizer que as margens brutas vão melhorar no segundo semestre.

Ainda assim, a Amazon.com Inc caiu 4% em sua maior perda em um dia desde o início de fevereiro, apesar dos resultados trimestrais melhores do que o esperado, pois sinalizou que o crescimento de seus negócios de computação em nuvem diminuirá ainda mais. Os papéis da empresa pesou sobre o índice de consumo discricionário do S&P 500, que terminou em queda de 0,04%.

O Dow Jones subiu 0,8%, para 34.098,16 pontos. O S&P 500 ganhou 0,83%, para 4.169,48 pontos. O Nasdaq avançou 0,69%, para 12.226,58 pontos.

O S&P 500 foi ajudado por balanços acima do esperado de empresas de megacapitalização, que incluem Alphabet Inc, Microsoft Corp e Meta Platforms Inc.

No mês, o S&P subiu 1,5%, enquanto o Dow teve alta de 2,5% e o Nasdaq mal avançou. Na semana, o S&P subiu 0,9% em linha com o ganho semanal do Dow Jones, e o Nasdaq avançou 1,3%.

Entre os 11 setores da indústria do S&P 500, o de energia teve o melhor desempenho, enquanto o maior declínio foi o de serviços públicos, que caiu 0,2%.

O economicamente sensível índice de transportes do Dow Jones fechou em alta de 1,6% no dia, mas perdeu 2,7% na semana.