IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Ações europeias fecham em mínima em 1 mês com queda do petróleo; Pearson despenca

02/05/2023 14h04

Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) - O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em seu nível mais baixo em quase um mês nesta terça-feira, no início de uma semana mais curta, repleta de eventos importantes de bancos centrais, com as ações de energia em queda e a Pearson na lanterna entre as empresas de mídia.

O  STOXX 600 fechou em queda de 1,24%, a 461,08 pontos, seu pior nível desde o início de abril.

Ações de petróleo e gás recuaram 4,5%, registrando seu menor fechamento em mais de um mês, acompanhando a queda dos preços do petróleo devido às preocupações com a inadimplência dos títulos dos EUA, dados econômicos fracos da China e expectativas de que os EUA e a Europa aumentarão as taxas de juros novamente esta semana.

A BP PPlc caiu 8,6%, depois que a empresa eliminou um plano de recompra de ações, mas obteve um lucro de 5 bilhões de dólares no primeiro trimestre de 2023.

Investidores também se abstinham de assumir riscos antes da decisão de política monetária do Federal Reserve na quarta-feira, que provavelmente levará a taxa de juros de referência do banco central norte-americano ao seu nível mais alto em quase 16 anos.

Os mercados também aguardam ansiosamente uma decisão do Banco Central Europeu (BCE) sobre os juros na quinta-feira, em que é amplamente vista uma alta de 0,25 ponto percentual. Os mercados de derivativos também veem as taxas em um pico em torno de 3,7% em novembro.

Impulsionando o argumento para um aumento menor da taxa de juros, dados mostraram que os bancos da zona do euro estão reduzindo as ofertas de crédito e um importante indicador da inflação está finalmente em queda.

As ações de mídia do continente europeu perderam 4,2%, sua pior sessão desde o final de janeiro de 2022, depois que a empresa de educação online Pearson PPlc cedeu 15,0% após a concorrente norte-americana Chegg projetar um declínio inesperado na receita conforme alunos começam a usar o ChatGPT.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,24%, a 7.773,03 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,23%, a 15.726,94 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,45%, a 7.383,20 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,65%, a 26.630,09 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,72%, a 9.082,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,41%, a 6.124,70 pontos.