IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Ações da Alpargatas avançam apesar de resultado fraco

05/05/2023 12h43

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Alpargatas avançavam cerca de 7% nesta sexta-feira, apesar de resultado trimestral considerado fraco por analistas, que mostrou menor volume vendido nos três primeiros meses do ano, além de pressões adicionais em custos e despesas adicionais.

O desempenho operacional medido pelo Ebitda apenas na marca Havaianas, responsável por praticamente todo o resultado da companhia, caiu 62,5%, a 62,3 milhões de reais, com a margem caindo de 18,3%, a 7%. Em termos consolidados, o Ebitda normalizado caiu 62,4%, a 65,8 milhões de reais.

De janeiro a março, a marca Havaianas vendeu 48,2 milhões de pares, queda de 13,4% frente aos mesmos meses de 2022, enquanto a receita líquida recuou 1,5%.

Analistas do Citi, que consideraram os dados fracos, afirmaram que a nova administração da empresa atrelou, durante a teleconferência sobre o resultado, a deterioração dos números a uma complexidade do portfólio, que levou a ineficiências de curto prazo que coincidiram com aumento dos custos de insumos.

Isso, ainda conforme o diagnóstico da nova administração sobre a performance da empresa relatado em relatório pela equipe do banco norte-americano, acabou levando a um "círculo vicioso" da empresa de ter que aumentar preços e perder volumes. E, agora, o objetivo principal é simplificar o negócio.

"Embora a maioria das iniciativas de crescimento de logo prazo sejam consistentes com a gestão anterior...temos que ter em mente que esta é uma gestão completamente nova e não podemos descartar que eles podem revisitar algumas estratégias de crescimento anteriores", afirmaram os analistas do Citi.

Em relatório separado, eles também ressaltaram que os resultados do primeiro trimestre foram "claramente fracos".

"Mas parece que já passamos de seu trimestre mais crítico. Os sinais iniciais de recuperação do 'sell-out' no Brasil sugerem que podemos estar próximos de uma reversão", acrescentaram, destacando a forte queda da ação no ano que parece já precificar essa fraqueza.

Por volta de 12:30, os papéis subiam 6,64%, a 8,19 reais, entre as maiores altas do Ibovespa, que avançava cerca de 1%. Na máxima até o momento chegaram a 8,32 reais (+8,33%). No ano, porém, ainda contabilizam uma perda de mais de 45%.

Analistas da XP Investimentos também avaliaram em relatório que Alpargatas reportou outro trimestre de resultados fracos, porém melhores do que suas estimativas, mas com queda de volume e rentabilidade pressionada, além de provisão devido a uma disputa envolvendo o pagamento da Topper na Argentina.

(Por Paula Arend Laier)