IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Minério de ferro sobe em Dalian com dados econômicos fracos da China

16/05/2023 08h54

Por Amy Lv e Dominique Patton

PEQUIM (Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro subiram na bolsa de Dalian nesta terça-feira, primeiro atingindo uma máxima de mais de três semanas, apoiados pela promessa do banco central chinês de fornecer liquidez ao mercado monetário, e depois devolvendo parte dos ganhos após dados econômicos aquém do esperado.

O contrato futuro de minério de ferro para setembro mais negociado na Dalian Commodity Exchange (DCE) encerrou as negociações diurnas com alta de 1,12%, a 723,5 iuanes (104,67 dólares) a tonelada, depois de atingir mais cedo uma máxima de mais de três semanas de 733,5 iuanes a tonelada.

O banco central da China disse na segunda-feira que manterá a liquidez razoavelmente ampla e as taxas de juros razoáveis e apropriadas para sustentar a demanda doméstica.

A declaração do Banco Popular da China reforçou o sentimento do mercado e sustentou os preços no início do pregão, disseram analistas.

No entanto, uma enxurrada de dados econômicos atenuou o sentimento, mostrando uma piora na retração do setor imobiliário. Outros indicadores, incluindo produção industrial e vendas no varejo, ficaram abaixo das expectativas.

O investimento no setor imobiliário, principal demandante de aço na China, caiu 16,2% em abril na comparação anual, após um recuo de 7,2% em março, mostraram cálculos da Reuters baseados em dados oficiais.

O investimento de janeiro a abril caiu 6,2% no ano, ante queda de 5,8% nos primeiros três meses.

O contrato de referência do minério de ferro de junho na Bolsa de Cingapura caiu 0,79%, para 104,2 dólares a tonelada, depois de alcançar, na véspera, uma máxima de uma semana a 105,03 dólares a tonelada.

"Algumas usinas planejaram reiniciar as operações em meio a margens melhores, e isso pressionará os preços do aço para baixo, uma vez que o mercado está se aproximando de uma temporada de baixa demanda", disseram analistas da Haitong Futures em nota.

A China produziu 354,39 milhões de toneladas de aço bruto de janeiro a abril, o maior volume para o período desde 2021 e um aumento de 4,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, mostraram dados oficiais.

(Por Amy Lv e Dominique Patton em Pequim)