IPCA
0,46 Jun.2024
Topo

Wall St marca fortes perdas após mercado de trabalho dos EUA alimentar temor de alta de juros

06/07/2023 17h20

Por Lewis Krauskopf e Bansari Mayur Kamdar e Johann M Cherian

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street fecharam em baixa nesta quinta-feira em uma ampla onda de vendas, após dados de um forte mercado de trabalho norte-americano impulsionarem os rendimentos dos títulos e alimentarem temores de que o Federal Reserve seja agressivo ao aumentar a taxa de juros dos EUA.

O S&P 500 registrou sua maior queda percentual diária desde 23 de maio. O Dow registrou sua maior baixa em um único dia desde 2 de maio.

As vagas de trabalho privadas subiram muito mais do que o esperado em junho, mostraram dados, uma indicação de que o mercado de trabalho norte-americano permaneceu sólido, apesar dos riscos crescentes de recessão. Um relatório separado mostrou que as vagas de emprego nos EUA caíram em maio, mas permaneceram em níveis elevados.

Um dia antes do relatório mensal de emprego nos EUA, a evidência de um mercado de trabalho sólido estimulou as expectativas de que o Fed manterá a taxa de juros mais alta por mais tempo para conter a inflação persistente.

O Dow Jones caiu 1,07%, para 33.922,26 pontos. O S&P 500 perdeu 0,79%, para 4.411,59 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,82%, para 13.679,04 pontos.

Todos os 11 setores do S&P 500 fecharam em baixa. O setor de energia liderou as quedas, com baixa de cerca de 2,5%, enquanto o de consumo discricionário cedeu quase 1,7%.

Os futuros de taxas de juros dos EUA viram uma probabilidade maior de outro aumento de taxa básica pelo Federal Reserve em novembro, de acordo com o FedWatch da CME.

O Fed não subiu os juros em junho, mas é amplamente esperado que retome os incrementos em sua reunião de julho. A presidente do Fed de Dallas, Lorie Logan, disse que havia motivos para uma elevação dos juros na reunião de política monetária de junho.