Suzano confirma contato com chinesa Vinda

SÃO PAULO (Reuters) - A Suzano confirmou na noite de terça-feira que teve contato com a fabricante chinesa de papel tissue Vinda International, que é alvo de um processo de venda, mas que nenhum documento vinculante foi firmado.

A maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, que tem buscado diversificar fontes de receita com entrada em novos mercados, afirmou que "teve contato com informações e pessoas envolvidas com a empresa Vinda International Holdings, sem nenhum documento vinculativo ou que gere qualquer obrigação ou compromisso para a companhia".

O comentário veio a partir de questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre notícias publicadas pela imprensa sobre uma potencial oferta da Suzano pela Vinda.

"Caso venha a ser celebrado acordo ou contrato envolvendo o tema, a companhia divulgará ao mercado, nos termos da legislação aplicável", afirmou a Suzano.

A Vinda afirma atuar nos segmentos de incontinência, absorventes femininos, produtos para bebês e de uso profissional. A companhia tem 13 bases de produção, das quais 10 na China, principal mercado de celulose da Suzano.

A imprensa internacional publicou que entre os interessados nos ativos da Vinda estão Suzano, Bain Capital, CVC Capital Partners e DCP Capital.

A Vinda tem um valor de mercado equivalente de 2,73 bilhões de dólares, segundo dados da Refinitiv.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes