Nvidia prevê receita no terceiro trimestre acima das expectativas de Wall Street

Por Chavi Mehta e Stephen Nellis e Max A. Cherney

(Reuters) - A Nvidia estimou nesta quarta-feira receita no terceiro trimestre acima das projeções de Wall Street, reflexo da crescente demanda por seus chips que alimentam quase todos os principais aplicativos de inteligência artificial do mundo.

As ações da empresa com sede em Santa Clara, Califórnia, avançaram 8% no after-market, atingindo uma máxima histórica.

A empresa prevê receita no terceiro trimestre de cerca de 16 bilhões de dólares, mais ou menos 2%. Analistas consultados pela Refinitiv esperavam, em média, 12,61 bilhões de dólares.

No segundo trimestre, a receita ajustada somou 13,51 bilhões de dólares, em comparação com estimativas de 11,22 bilhões de dólares.

Os analistas têm estimado que a demanda pelos valiosos chips de IA da Nvidia está excedendo a oferta em pelo menos 50%, acrescentando que o desequilíbrio permanecerá nos próximos trimestres.

"Empresas em todo o mundo estão fazendo a transição da computação de uso geral para a computação acelerada e IA generativa", disse Jensen Huang, presidente-executivo da Nvidia, em comunicado.

De startups de IA a grandes provedores de serviços em nuvem como a Microsoft, todos desejam obter mais chips Nvidia.

A receita do negócio de data center da empresa aumentou 141%, para 10,32 bilhões de dólares, no trimestre encerrado em 30 de julho, superando as estimativas dos analistas de 7,69 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

Continua após a publicidade

"Seus resultados do segundo trimestre destacam sua posição dominante em aproveitar o momento da IA", disse Jacob Bourne, analista sênior da Insider Intelligence. "No entanto, à medida que o apetite global pelos chips da Nvidia se intensifica, navegar pelas dificuldades na cadeia de suprimentos para aumentar a produção é essencial."

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes