Ações europeias caem após fabricantes de chips devolverem ganhos e com problemas econômicos

Por Ankika Biswas e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As ações europeias fecharam no vermelho nesta quinta-feira, com os ganhos iniciais dos fabricantes de chips perdendo força e as mineradoras interrompendo três dias de alta, uma vez que as preocupações com qualquer desaceleração econômica mantinha os investidores em alerta.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,41%, a 451,57 pontos, revertendo um salto de mais de 1% registrado durante o dia.

O índice do setor de tecnologia chegou a avançar quase 2%, atingindo um pico em duas semanas, depois que a fabricante de chips mais valiosa do mundo, a Nvidia , divulgou uma previsão forte de receita trimestral e um programa de recompra de ações, mas perdeu os ganhos ao longo do dia, fechando em queda de 2,4%.

De fato, foi o pior desempenho entre os índices setoriais.

Fabricantes de chips europeias como Infineon, Siltronic, Temenos, AMS Osram, VAT, ASML Holding, ASM International e BE Semiconductor perderam entre 1,3% e 6,3%.

Pesam sobre o desempenho do STOXX 600 preocupações com o enfraquecimento das perspectivas econômicas da zona do euro e do principal importador, a China, e temores de que as taxas de juros permaneçam altas por mais tempo.

Todas as atenções estarão voltadas para os comentários da presidente do Banco central Europeu, Christine Lagarde, e do chair do Federal Reserve, Jerome Powell, na sexta-feira, no Simpósio de Jackson Hole.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,18%, a 7.333,63 pontos.

Continua após a publicidade

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,68%, a 15.621,49 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,44%, a 7.214,46 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,57%, a 28.072,12 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,10%, a 9.324,70 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,74%, a 6.064,81 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes