Conteúdo publicado há 9 meses

Bolsonaro deve recorrer a corte internacional para reverter inelegibilidade, diz Costa Neto

O presidente nacional o PL, Valdemar Costa Neto, afirmou nesta quarta-feira que o ex-presidente Jair Bolsonaro se prepara para recorrer a instância internacional da Justiça na tentativa de reverter sua inelegibilidade decidida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo ele, Bolsonaro já trata do assunto com advogado do partido, e deve haver uma nova reunião na quinta-feira, com a participação de Valdemar, para definir a atuação judicial.

"Ele já está com Marcelo Bessa, o nosso advogado, já está preparado, já está se preparando para entrar com uma ação internacional que ele vai — amanhã eu vou me reunir com ele para ver exatamente onde que ele vai entrar, como vai entrar. Porque ele já está com tudo pronto para entrar", disse o presidente do PL à CNN Brasil.

"Talvez seja na OEA (Organização dos Estados Americanos). Eu vou saber amanha", afirmou Costa Neto. "Acho que não é na corte de Haia (Tribunal Penal Internacional)", afirmou.

Costa Neto disse ainda, na entrevista à emissora, que Bolsonaro também irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) da decisão que o tornou inelegível.

No fim de junho, o TSE tornou o ex-presidente inelegível até 2030, por 5 votos a 2, em ação a que respondeu por ter promovido, quando presidia o país em julho passado, uma reunião com embaixadores no Palácio da Alvorada para atacar o sistema eletrônico de votação.

À época, Bolsonaro considerou a decisão da corte eleitoral uma "facada nas costas".

Nesta quarta, Costa Neto não descartou a possibilidade de Bolsonaro se candidatar. Afastou, no entanto, a ideia de que a ex-primeira dama, Michelle Bolsonaro, seja um "plano B" do partido para a próxima disputa presidencial.

Deixe seu comentário

Só para assinantes