Sentimento econômico da zona do euro fica mais fraco do que o esperado em agosto

BRUXELAS (Reuters) - O sentimento econômico da zona euro ficou mais fraco do que o esperado em agosto, dando sequência a um declínio constante desde o início do ano, e as expectativas de inflação entre os consumidores aumentaram, revertendo uma tendência de queda de quatro meses, mostraram dados nesta quarta-feira.

A pesquisa mensal de sentimento econômico da Comissão Europeia mostrou que o índice caiu para 93,3 em agosto, de 93,5 em julho, frustrando as expectativas do mercado de um pequeno aumento para 93,7.

O otimismo na indústria deteriorou-se para -10,3, de -9,3 em julho, mais do que os -9,9 esperados pelos economistas, enquanto o sentimento nos serviços, o maior setor contribuinte para o Produto Interno Bruto da zona do euro, caiu para 3,9, de 5,4 em julho, pior do que os 4,2 esperados pelos mercados.

A Comissão disse que as expectativas de inflação ao consumidor nos próximos 12 meses saltaram para leitura de 9,0, ante 4,9 em julho, uma quebra na tendência de queda observada desde abril. As expectativas de inflação entre os produtores também aumentaram pela primeira vez desde março, para 3,6, ante 3,4 em julho.

(Por Jan Strupczewski)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes