Petrobras diz que 2ª plataforma de Mero chega ao Brasil e deve iniciar produção no 4º tri

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A plataforma de petróleo FPSO Sepetiba, segunda a ser destinada ao importante campo de Mero, operado pela Petrobras no pré-sal da Bacia de Santos, chegou ao Brasil na semana passada vinda da China e deverá entrar em operação no quarto trimestre deste ano, informou a petroleira nesta terça-feira.

A unidade, que terá capacidade de produzir diariamente até 180 mil barris de petróleo e 12 milhões de metros cúbicos de gás, passará por procedimentos legais e técnicos antes de seguir para o campo, que está dentro do bloco de Libra, primeiro a ser licitado sob regime de partilha em 2013.

A unidade foi afretada pela Petrobras junto à SBM Offshore, também responsável por sua construção.

Será o segundo FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência, da sigla em inglês) definitivo a ser instalado no campo de Mero de um total de quatro sistemas. As quatro unidades juntas terão capacidade de produzir até 720 mil barris de óleo por dia.

Mero é o terceiro maior campo do Brasil em volume de óleo in place, destacou a Petrobras, atrás apenas de Tupi e Búzios, também localizados no pré-sal da Bacia de Santos.

O campo unitizado de Mero é operado pela Petrobras (38,6%), em parceria com a Shell Brasil (19,3%), TotalEnergies (19,3%), CNPC (9,65%), CNOOC (9,65%) e Pré- Sal Petróleo S.A - PPSA (3,5%), representante da União na área não contratada.

(Por Marta Nogueira)

Deixe seu comentário

Só para assinantes