Ações europeias caem pelo 5º dia com queda do setor imobiliário

Por Bansari Mayur Kamdar e Sruthi Shankar

(Reuters) - As ações europeias caíram pelo quinto dia consecutivo nesta quarta-feira, com o setor imobiliário pressionado por comentários pessimistas de corretoras sobre proprietários de imóveis no Reino Unido, enquanto atualizações corporativas negativas prejudicaram as ações de seguradoras holandesas e do banco suíço UBS.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,18%, a 446,91 pontos, em uma mínima de seis meses.

O índice imobiliário europeu caiu 2% depois que a Jefferies rebaixou vários proprietários britânicos, afirmando que o mercado de escritórios de Londres está em "recessão de aluguel", já que o espaço de trabalho vazio nos centros comerciais de West End, City e Canary Wharf atingiu um pico de 30 anos.

As ações da Land Securities, da British Land e da Derwent London caíram entre 3,4% e 4,3%.

De modo geral, o clima do mercado permaneceu sombrio, já que os investidores se preocuparam com a possibilidade de os principais bancos centrais do mundo manterem as taxas de juros elevadas por um período prolongado, com a fraqueza do setor imobiliário da China também contribuindo para o clima negativo.

"Ao chegarmos ao final da semana, do mês e do trimestre, permanece uma grande incerteza quanto ao tipo de economia que veremos no quarto trimestre e se a determinação dos bancos centrais de manter as taxas elevadas mudará se observarmos uma maior deterioração das perspectivas econômicas", disse Michael Hewson, analista-chefe de mercado da CMC Markets.

O STOXX 600 caminha para sua primeira perda trimestral em quatro, com o DAX alemão entre os piores desempenhos regionais.

Enquanto isso, as ações das seguradoras holandesas foram atingidas por decisões judiciais em uma luta de anos sobre produtos vinculados a investimentos, que reabriram a perspectiva de grandes pedidos de indenização.

Continua após a publicidade

O NN Group caiu 18,8%, enquanto a ASR teve queda de 14,2%.

Já o UBS caiu cerca de 3% após notícia de que o Departamento de Justiça dos EUA intensificou o escrutínio das supostas falhas de conformidade que ajudaram os clientes russos a escapar de sanções.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,43%, a 7.593,22 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,25%, a 15.217,45 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,03%, a 7.071,79 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,31%, a 28.012,30 pontos.

Continua após a publicidade

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,37%, a 9.331,90 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,54%, a 6.068,39 pontos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes