Lula sanciona refinanciamento do Fies com desconto de 100% em juros e multas

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quarta-feira o refinanciamento de dívidas de estudantes com o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Segundo publicação do presidente na rede social X, antigo Twitter, a renegociação é destinada a contratos fechados até o fim de 2017 com débitos vencidos e não pagos até 30 de junho de 2023.

"Na verdade é quase que um Desenrola para as pessoas que estavam fazendo o Fies", disse Lula em vídeo publicado em seu perfil no X.

"No fundo, no fundo, eu posso dizer para as pessoas que estão nos ouvindo o seguinte: ô cara, se você está devendo ao Fies, está inadimplente, não se desespere. A partir de segunda-feira -- não, a partir de agora, você pode procurar a Caixa, pode procurar o MEC, e você vai cuidar de saldar as suas dívidas com muito desconto para que você volte a estudar", acrescentou.

O ministro da Educação, Camilo Santana, explicou no vídeo com Lula que cerca de 1,2 milhão de pessoas estão inadimplentes, o que totaliza 54 bilhões de reais.

"Inclusive, presidente, o aluno que ainda esteja no curso ou que já se formou e está devendo poderá ter desconto de 100% dos juros e multas que estão devendo", disse o ministro.

Santana adiantou ainda que o ministério estuda mudanças no financiamento estudantil para reforçar seu caráter social.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora