Americanas entra em negociação exclusiva para venda do Natural da Terra; ações sobem

SÃO PAULO (Reuters) - A Americanas informou na quinta-feira à noite que decidiu entrar em período de exclusividade de negociação com um dos interessados que fez oferta não vinculante de compra da rede de hortifruti Natural da Terra.

Às 11h45, as ações da Americanas subiam 2,4%, cotadas a 0,85 real, também ajudadas por clima positivo na bolsa. Na máxima, os papéis chegaram a saltar 6%. O Ibovespa, índice do qual a empresa não faz parte, avançava 2,2%.

A companhia não identificou a oferta, mas afirmou que foi recebida em 12 de setembro. O período de exclusividade de negociação é de até 120 dias após a data do recebimento da proposta, podendo ser ampliado em mais 60 dias, afirmou a empresa, em comunicado.

Na véspera, o Valor Econômico publicou que a rede de supermercados St Marche negocia com a Americanas a compra da rede Natural da Terra.

A Americanas comprou o Natural da Terra em 2021 por 2,1 bilhões de reais, em um movimento estratégico que tinha como foco ampliar a recorrência de compra dos consumidores. Na época, a companhia era a maior rede varejista especializada em produtos frescos do Brasil, com quase 80 lojas em quatro Estados.

A potencial venda da rede Natural da Terra faz parte do plano de reestruturação da Americanas, que está em recuperação judicial.

No início de outubro, a Americanas disse que desistiu de tentar vender a rede Uni.co, que opera franquias como Puket e Imaginarium, depois de considerar que as ofertas recebidas "não refletiam o real valor do ativo".

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes