Setor imobiliário leva ações ao maior ganho semanal desde março

Por Ankika Biswas e Bansari Mayur Kamdar

(Reuters) - O índice STOXX 600, índice de referência na Europa, registrou sua maior alta semanal desde março nesta sexta-feira, apoiado por ações do setor imobiliário, que são mais sensíveis aos juros, enquanto os sinais do fim do aperto da política monetária pelos principais bancos centrais impulsionaram o sentimento.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,17%, a 444,24 pontos, também impulsionado por balanços otimistas, sinais de desaceleração da inflação e queda nos rendimentos dos títulos soberanos da zona do euro, com o aumento das apostas de cortes nos juros em 2024. O índice subiu 3,4% na semana.

As decisões do Federal Reserve, do Banco da Inglaterra, do Banco Central Europeu (BCE) e de outros bancos centrais de manter as taxas de juros sustentaram as esperanças dos investidores de que o aperto monetário tenha chegado ao fim.

"Há um otimismo cauteloso de que este é o fim dos aumentos das taxas, mas essa narrativa é prematura, pois precisamos ver como os dados estão se saindo", disse Giles Coghlan, analista-chefe de mercado da GCFX Ltd.

Tudo depende da trajetória da inflação, acrescentou Coghlan.

Isabel Schnabel, membro do conselho do BCE, destacou que o banco central está no caminho certo para reduzir a inflação para 2% até 2025, mas a "última etapa" da desinflação pode ser a mais difícil, de modo que o banco central ainda não pode fechar a porta para novos aumentos de juros.

As ações do setor imobiliário tiveram seu maior ganho semanal desde pelo menos 2008, com um avanço de 12,2%, conforme uma recuperação dos títulos governamentais reduziu os rendimentos na Europa e em todo o mundo.

Os papéis do setor automotivo subiram 1,7% e registraram um ganho semanal de 6,2%.

Continua após a publicidade

As ações do setor de energia recuaram 2,2%, acompanhando uma queda nos preços do petróleo, uma vez que as preocupações com a oferta, impulsionadas pelas tensões no Oriente Médio, diminuíram.

O setor de energia é o único a encerrar a semana em baixa.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,39%, a 7.417,73 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,30%, a 15.189,25 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,19%, a 7.047,50 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,69%, a 28.674,83 pontos.

Continua após a publicidade

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,36%, a 9.293,90 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,05%, a 6.401,81 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes