GM anuncia cancelamento de demissões após decisão judicial, diz sindicato

(Reuters) - A General Motors anunciou neste sábado o cancelamento das 1.245 demissões das fábricas de São José dos Campos, São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes, no Estado de São Paulo, informou em nota o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, apontando a decisão como "uma grande vitória da luta dos metalúrgicos".

O anúncio acontece um dia após o Tribunal Superior do Trabalho ter rejeitado pedido de liminar da montadora para que as demissões fossem mantidas, destacou o sindicato.

"A retomada dos empregos é uma vitória histórica, fruto da forte luta dos trabalhadores das três cidades. Foram 13 dias de greve e muita união em defesa dos empregos. Mostramos a força da nossa categoria", disse na nota o vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Valmir Mariano.

O sindicato informou ainda que a GM vai realizar uma reunião, na tarde de segunda-feira, com os três sindicatos e que está realizando os trâmites internos para o cancelamento das demissões.

(Por Marta Nogueira, no Rio de Janeiro)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes