Brasil envia carta de intenções para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027

(Reuters) - O Brasil apresentou uma carta de intenções à FIFA para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027, disse o ministro dos Esportes do país sul-americano, André Fufuca, no sábado.

Fufuca apresentou os documentos ao presidente da FIFA, Gianni Infantino, enquanto ele estava no Rio de Janeiro para a final da Copa Libertadores, vencida pela primeira vez pelo clube brasileiro Fluminense.

“Entreguei-o à FIFA e à Confederação Brasileira de Futebol em nome do presidente Lula”, disse Fufuca no X, anteriormente conhecido como Twitter.

“A Declaração do Governo que formaliza a intenção do Brasil de sediar a Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2027 e as garantias governamentais exigidas para os países que concorrem para sediar a Copa do Mundo.”

Alemanha, Bélgica e Holanda apresentaram uma manifestação conjunta de interesse em abril para sediar o torneio, enquanto a outra candidatura conjunta inclui os Estados Unidos e o México. Brasil e África do Sul foram os outros dois países a apresentar candidatura.

O Congresso da FIFA nomeará os anfitriões por meio de votação pública em 17 de maio de 2024.

Austrália e Nova Zelândia sediaram a edição de 2023 do torneio, que foi vencida pela Espanha. A Copa do Mundo masculina em 2026 será co-sediada por EUA, México e Canadá.

(Reportagem de Pearl Josephine Nazare em Bengaluru)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes