Wall St cai conforme investidores digerem comentários do Fed

Por Amruta Khandekar e Shristi Achar A

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street caíam nesta quarta-feira, com os investidores analisando balanços e uma série de comentários de autoridades do Federal Reserve em busca de pistas sobre por quanto tempo o banco central dos EUA manterá a taxa de juros elevada e, eventualmente, começará a reduzi-la.

Os rendimentos dos Treasuries recuavam de forma acentuada de suas máximas, em meio a expectativas de que o Fed tenha chegado ao fim de seu ciclo de aumento das taxas, ajudando o S&P 500 e o Nasdaq a registrarem sua mais longa sequência de ganhos em dois anos na terça-feira.

Os mercados estão agora precificando cortes nos juros já em maio, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group, com as chances de um corte de pelo menos 25 pontos-base tendo subido para quase 49%, em comparação com cerca de 41% uma semana antes.

Ainda assim, comentários cautelosos de várias autoridades do banco central nos últimos dias mantiveram os investidores nervosos, com a diretora do Fed Michelle Bowman sinalizando a possibilidade de novos aumentos, dada a força da economia dos EUA.

Enquanto isso, o chair do Fed, Jerome Powell, não fez comentários sobre a política monetária na abertura da conferência de estatísticas do banco central. Powell discursará em outra conferência na quinta-feira.

"É difícil ver o Fed passando para cortes reais na taxa básica no primeiro semestre do próximo ano", disse Liz Ann Sonders, estrategista-chefe de investimentos da Charles Schwab.

"A inflação não está na meta do Fed (e) o mercado de trabalho, embora mais fraco em outubro, não se deteriorou significativamente. A economia ainda parece ter alguma tração."

Às 14:43 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,24%, a 4.367,76 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,31%, a 34.047,32 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,36%, a 13.591,09 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora