Dólar cai ante real em dia de IPCA favorável, mas fecha semana em alta

Por Fabricio de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - Após duas sessões, o dólar voltou a fechar em baixa ante o real nesta sexta-feira, em um dia marcado pela divulgação de novos dados favoráveis de inflação no Brasil e pela queda da moeda norte-americana ante várias outras divisas no exterior, em movimento que ficou mais claro durante a tarde.

O dólar à vista fechou o dia cotado a 4,9142 reais na venda, em baixa de 0,54%. Apesar da queda nesta sexta-feira, a moeda norte-americana acumulou alta de 0,35% na semana. No mês, a divisa acumula baixa de 2,51%.

Na B3, às 17:13 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,44%, a 4,9255 reais.

Logo no início da sessão, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,24% em outubro, um percentual abaixo do 0,26% de setembro. O resultado também foi mais fraco do que a expectativa em pesquisa da Reuters, de avanço de 0,29%.

Logo depois da divulgação, às 9h03, o dólar à vista marcou a cotação máxima de 4,9548 reais (+0,28%), mas rapidamente migrou para o território negativo.

Se por um lado uma inflação mais comportada significa uma taxa básica Selic menor -- o que torna o Brasil, em tese, menos atrativo ao capital externo --, por outro o resultado do IPCA é uma boa notícia sob o ponto de vista macroeconômico.

Nesta sexta-feira, conforme operador ouvido pela Reuters, o mercado de câmbio se apegou mais à segunda visão, o que derrubou o dólar ante o real.

Durante a tarde, o movimento se intensificou um pouco, em sintonia com a perda de força da moeda norte-americana no exterior, ante boa parte das demais divisas. Às 14h10, quando o dólar demonstrava maior fraqueza no exterior, a moeda norte-americana à vista marcou a cotação mínima de 4,9042 reais (-0,74%).

Continua após a publicidade

No Brasil, o fechamento da curva de juros, em reação aos dados do IPCA, também favorecia a queda do dólar ante o real, assim como a alta firme do Ibovespa.

Às 17:13 (de Brasília), o índice do dólar --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- caía 0,09%, a 105,830.

Pela manhã, o BC vendeu todos os 16.000 contratos de swap cambial tradicional ofertados na rolagem dos vencimentos de janeiro.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes